Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net
Home / Notícias / Keir Starmer corre o risco de inflamar a fúria trabalhista com o discurso 'ao lado da desertora conservadora Natalie Elphicke' em Dover HOJE enquanto ele promove o plano de implantar o MI5 para enfrentar a crise dos barcos do Canal

Keir Starmer corre o risco de inflamar a fúria trabalhista com o discurso 'ao lado da desertora conservadora Natalie Elphicke' em Dover HOJE enquanto ele promove o plano de implantar o MI5 para enfrentar a crise dos barcos do Canal

Keir Starmer parece prestes a inflamar Trabalho fúria pela deserção de Natalie Elphicke ao aparecer ao lado dela hoje.

Sir Keir está pronto para impulsionar seus planos para um 'Comando de Segurança de Fronteira' para enfrentar a crise dos barcos do Canal durante uma visita ao distrito eleitoral de seu novo MP em Dover.

O órgão reunirá agências-chave, incluindo MI5o Nacional Crime Agência, Immigration Enforcement e Crown Prosecution Service. Seria a primeira vez que agentes do MI5 foram mobilizados desta forma para resolver o problema.

Fontes governamentais rejeitaram os planos para “mais um quango trabalhista” como uma “reorganização das cadeiras burocráticas”.

Embora o Partido Trabalhista não tenha confirmado oficialmente que a Sra. Elphicke comparecerá ao discurso, levantaria questões se ela estivesse ausente.

Keir Starmer (foto com Natalie Elphicke) anunciará planos para criar um 'Comando de Segurança de Fronteira' para enfrentar a crise dos pequenos barcos

Keir Starmer (foto com Natalie Elphicke) anunciará planos para criar um 'Comando de Segurança de Fronteira' para enfrentar a crise dos pequenos barcos

Fontes governamentais rejeitaram os planos para “mais um quango trabalhista” como uma “reorganização das cadeiras burocráticas” (foto de arquivo de migrantes tentando cruzar o Canal da Mancha no mês passado)

Fontes governamentais rejeitaram os planos para “mais um quango trabalhista” como uma “reorganização das cadeiras burocráticas” (foto de arquivo de migrantes tentando cruzar o Canal da Mancha no mês passado)

A dramática travessia da palavra da Sra. Elphicke nas PMQs na quarta-feira causou ondas de choque no Partido Trabalhista.

Ela foi considerada à direita dos conservadores e anteriormente criticou o líder trabalhista como 'Sir Softie' por sua abordagem à migração para o Canal da Mancha.

Sir Keir alardeou a deserção como prova de que o Partido Trabalhista tem um amplo apelo e pode enfrentar os Conservadores nas suas próprias questões centrais. O secretário de saúde paralelo, Wes Streeting, vangloriou-se durante a noite de que o partido está conversando com mais possíveis trocadores nas bancadas do governo, com Dan Poulter já tendo feito a mudança há duas semanas.

No entanto, os críticos acusaram Sir Keir de transformar o partido num 'lata de lixo' para os conservadores de direita – enquanto até mesmo o normalmente firme apoiante Lord Kinnock alertou que precisa de ter cuidado com quem aceitar.

A líder trabalhista Lisa Nandy sofreu um momento estranho no período de perguntas da BBC na noite passada, quando o público foi questionado se a Sra. Elphicke era um 'ativo' para seu partido e ninguém levantou a mão.

Os aliados de Sir Keir têm enfatizado que a Sra. Elphicke não se candidata à reeleição em Dover e não terá um papel de vanguarda nem receberá um título de nobreza.

Ontem, a Sra. Elphicke pediu desculpas pelos comentários em que parecia culpar as vítimas depois que seu marido Charlie Elphicke, a quem ela sucedeu como deputado de Dover, foi condenado por agressão sexual.

Os trabalhistas disseram que o seu novo Comando de Fronteiras seria reforçado por novos poderes antiterroristas para esmagar os grupos de contrabandistas.

Um ex-chefe da polícia, militar ou de inteligência será nomeado para liderar o órgão e reportar ao Ministro do Interior.

O Partido Trabalhista também disse que contrataria centenas de investigadores especializados, agentes de inteligência e policiais transfronteiriços para trabalhar em todo o Reino Unido e na Europa para proteger a fronteira.

Os planos serão pagos através do redireccionamento de 75 milhões de libras dos custos atribuídos ao esquema do Ruanda, que o Partido Trabalhista prometeu repetidamente abandonar – mesmo que esteja a funcionar. Espera-se que Sir Keir seja acompanhado no discurso pela mais nova deputada de seu partido, Natalie Elphicke, que desertou dos Conservadores na quarta-feira.

Ela acusou Rishi Sunak de não cumprir sua promessa de parar os barcos, mas seu movimento chocante causou uma grande reação nos círculos da oposição.

O líder trabalhista dirá que o seu plano substitui “artifícios por corrupção” e acusará os conservadores de supervisionarem uma cultura de “falar duro, não fazer nada” que levou a um número recorde de chegadas de pequenos barcos. Mas ontem à noite o secretário do Interior, James Cleverly, disse que a “grande nova ideia de Sir Keir é uma anistia”.

O Partido Trabalhista já disse anteriormente que iria anular a proibição de asilo imposta pelo Governo, considerando as reivindicações de todos aqueles que entraram ilegalmente no Reino Unido desde Março do ano passado.

O Sr. Cleverly disse: “Em vez de iniciar os voos e parar os barcos, a grande nova ideia de Sir Keir Starmer é uma amnistia para todos os imigrantes ilegais”.

Gráfico que mostra o número de migrantes que chegaram ao Reino Unido atravessando o Canal da Mancha desde 2019

Gráfico que mostra o número de migrantes que chegaram ao Reino Unido atravessando o Canal da Mancha desde 2019

Uma fonte próxima ao Ministro do Interior comparou os planos a uma “reorganização das cadeiras oficiais para criar um quango direcionado para fazer o trabalho que já vêm sendo feito sob este governo”.

A fonte acrescentou: “Ele está se apresentando como um Rei Trabalhista Canuto, alegando que suas palavras vazias podem parar as ondas. Entretanto este Governo continuará a trabalhar para parar os barcos.'

Sir Keir declarará que tem “firme convicção” de que “também precisamos de poderes novos e mais fortes para fazer cumprir a lei e levar estes contrabandistas à justiça”.

Ele dirá: 'Sei que usamos o termo barcos pequenos, mas estes barcos não são, na sua maioria, assim tão pequenos.

“As gangues agora usam botes em uma escala muito além de qualquer coisa que você veria para atividades recreativas legítimas. Devíamos trabalhar com os nossos parceiros europeus para apreender esses barcos e apreender material aqui no Reino Unido para recolher mais provas.

'Devíamos virar todas as pedras e usar todos os poderes razoáveis ​​– esta é a minha mensagem aos contrabandistas: estas costas tornar-se-ão um território hostil para vocês.'

Um total de 8.826 migrantes chegaram ao Reino Unido depois de cruzarem o Canal da Mancha até agora este ano, mostram números provisórios do Ministério do Interior. Isto representa um aumento de 32 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registados 6.691 migrantes, e um aumento de 14 por cento em comparação com o mesmo período de 2022 (7.750).


Source link

About admin

Check Also

E começa a segunda rodada! Revanche para os maiores lutadores do partido, enquanto Penny Mordaunt, dos conservadores, enfrenta Angela Rayner, do Partido Trabalhista, e Nigel Farage, do Reform, novamente em um debate de sete participantes na ITV

Por Greg Heffer, correspondente político do Mailonline Publicados: 15h45 EDT, 13 de junho de 2024 …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *